Como organizar trabalhos escolares

Não demora muito e mais um ano letivo dos pequenos começa! E lá vão eles produzir os trabalhos de educação artística que tanto adoramos receber, mas e aqueles do ano anterior, o que fazer?

Por experiência própria -prestando serviços de organização – sei que o assunto de hoje poder ser bem complicado para os pais. É difícil (já passei por esta fase também), mas decisões devem ser tomadas e devemos fazer o descarte de alguns trabalhos escolares (ou obras de arte)  dos pimpolhos.

Assim, a estratégia nestes casos é ensinar a criança a fazer o descarte. Desta forma, crescerá aprendendo que não deve se apegar a coisas banais e será organizada desde pequena. E nada melhor do que começar perguntando para as crianças quais trabalhos elas gostariam de guardar!

Sim, para os pais todos os trabalhos são lindos e especiais. Mas que tal ouvir os pequenos e ver o que realmente tem significado e que foi uma obra de arte para eles e o que foi meramente um trabalho da escola.

Com isso, não se guardará coisas sem relevância,  a criança aprenderá a importância do descarte e além de tudo estará passando tempo com você enquanto fazem esta tarefa.

Além disso, sugiro outros critérios para escolher o que fica:

  • primeiro trabalho,
  • o que ele mais gosta,
  • dia das mães,
  • dia dos pais,
  • natal, .
  • projetos e pesquisas,
  • redação,
  • avaliações e fotos.

  Não pensa que acabou, não! De nada adianta escolher o que fica se vai deixar esquecido dentro de uma pasta sendo devorado pelas traças!

Uma sugestão, já que estamos tratando das “obras de arte” dos pequenos, é criar uma galeria. Porque não? Essa dica é bem fácil de fazer, dá pra colocar os trabalhos em molduras ou pranchetas (pendurados na parede com dupla face específica para quadros) e ir trocando a cada entrega de trabalho.

Ah, mais fácil ainda. Dá pra fazer um “varal de trabalhos” com corda e prendedores de roupa.

 

Se não tiver espaço para expor dá para arquivar (beeem diferente de jogar tudo dentro de uma pasta).

O procedimento é igualmente simples, use uma pastas com plásticos (ótimos para visualização e manutenção dos trabalhos) , pastas sanfonadas ou envelopes para cada ano escolar e identifique ano, nome professor, escola, coloque na frente uma cópia colorida da foto da criança.

 

Outra ideia para guardar os trabalhos que talvez seja a maneira onde mais durarão, é digitalizar ou fotografá-los. Não ocuparão espaço físico e por consequência TODOS os trabalhos ficarão registrados. Além disso quando já tiver conteúdo suficiente pode criar um photobook e imprimir. (E pros mais corujas, dá pra carregar no celular e mostrar pra todo mundo a qualquer hora).

 

Depois de selecionados os trabalhos que seriam guardados e escolhida a forma de conservação, falta saber onde armazená-los.

E aqui a dica é fazer uso de caixas personalizadas ou caixa arquivo lembrando de deixar sempre em locais de fácil acesso para que as crianças possam manusear a vontade. Se for pra deixar esquecido é melhor nem guardar.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s